13/09/2016

Rê Bordosa - Vida e Obra da Porra Louca

De todos os vários tipos criados por Angeli, sem dúvida, a mais marcante ainda é a Rê Bordosa. Este álbum, publicado uma década após sua última aparição (Angeli a “matou” na década de 80), traz uma coletânea de várias de suas tiras e histórias, publicadas de 1985 a 1987. Ela continua dividida entre a crise dos 30 anos, o eterno desafio de se relacionar com o sexo oposto e a liberdade sexual que a satisfez na década anterior.

A alcoólatra mais famosa do Brasil aparece em tiras clássicas: com o pai e mãe, nos bares, com os eventuais parceiros de cama e curtição. Rê Bordosa, para quem não teve a oportunidade de conhecê-la, era uma típica garota de classe média paulistana, solitária e com traços depressivos, que afogava suas mágoas e frustrações amorosas com muita cerveja, vodka, sexo e cigarro.

Nesses momentos, afundava-se numa velha e suja banheira para sobreviver à ressaca ou avaliar os momentos vividos na noite anterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário