14/03/2016

Apache

Apache é fruto de um romance vivido por um militar e uma índia apache, que viviam na sétima cavalaria comandada pelo famoso general Custer. Devido ao seu ato impensado, num tempo em que era proibida a relação entre um militar e uma pele-vermelha, o tenente Wallace e a índia, cujo irmão era um batedor do exército, acabaram sendo expulsos do forte. Após ver seus pais serem assassinados por um grupo de ex-militares, que eram comandados por um homem que desejava vingar a morte de seu irmão, que fôra preso por culpa do tenente, anos atrás, após constatar que o militar traidor vendia armas do exército para os peles-vermelhas, a menina foi adotada pelos cheyennes. 

Devido a expansão do homem branco no Oeste selvagem muitas tribos eram atacadas e dizimadas por Custer e seus homens. Isso acabou motivando os cheyennes a deixarem, por uma questão de segurança, a menina órfã numa missão espanhola. Ali, a menina foi criada segundo a doutrina cristã e acabou se transformando numa bela mulher, a bondosa freira chamada irmã Maria. 

Motivada por seu desejo de vingança a aparentemente frágil irmã Maria se transforma, toda noite, na temível índia chamada Apache, que sai à caça dos sete assassinos que aniquilaram seus pais, friamente. 

Vivendo entre o céu e o inferno, num drama de consciência onde os ensinamentos cristãos conflitavam com seu incontrolável sentimento de vingança, Apache torna-se uma assassina cruel, implacável e calculista, que só encontrará paz quando eliminar os 7 assassinos. 
Apache torna-se uma fora-da-lei e passa a ser procurada pelo xerife local, um primo distante do lendário Matt Dillon, que coloca a prêmio a cabeça da bela e cruel vingadora indígena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário