30/11/2014

Fiat Voluntas Tua

Uma aventura de ficção científica com um envolvente e intrigante roteiro de Alexandre Lobão e Arte de E.C.Nickel.


Wull - O Guerreiro Mutante

Revista publicada em Julho de 1986 pela Press Editorial Edição na qual Nickel fez de tudo, textos, desenhos e capa. E foi muito bem.

26/11/2014

A Górgona e Outras Histórias

Coletânea com quatro HQs publicadas pela Vecchi, nos anos 80. Capa exclusiva para esta edição.

Kavan

HQ que mistura os gêneros ficção científica e terror.Volume integral com os três capítulos publicados na revista A3 e capa exclusiva para esta edição.


Fonte:

Antologia Brasileira de Terror - Eugênio Colonesse

Essa edição publicada em 1988 , pela Editora Catânia traz diversas histórias assinada pelo fantástico artista Eugênio Colonesse, mas curiosamente, sua mas famosa criação, Mirza - A Mulher Vampiro, só aparece nas contra-capas da revista.
A edição tem como objetivo Homenagear Colonesse, o mestre do Terror Brasileiro, mas também referenciar a própria trajetória do terror nacional.




Scans de Carlos A. Miranda

Restauração de Quadrideko

Drácula - Editora Maceca # 01

Edição única publicada pela Editora Maceca trazendo como atração principal uma história assinada pelo Mestre do Desenho : Nico Rosso



Scans de Carlos A. Miranda

Restauração de Quadrideko


Drácula - Taika

Revista de terror publicada pela extinta Editora Taika nas décadas de 60 e 70, possuia um considerável, ainda que irregular, repertório de histórias, foi em terras brasileiras que o príncipe das trevas alçou seus mais altos vôos em singulares narrativas, devendo-se a isso muita ousadia e certa falta de critério na elaboração das tramas pelo trio Helena Fonseca, Francisco de Assis e Maria Aparecida de Godói. Autores que conferiram ao vampiro uma personalidade única, forte e diferente das demais caracterizações. Ao contrário do que Marv Wolfman faria na Marvel, os autores brasileiros se afastaram do universo de Stoker e dos paradigmas vampirescos, reinventando o personagem que, caminhando de forma autônoma, pode ser utilizado nas mais inusitadas situações.

As histórias publicadas pela Taika o caracterizavam como sacana e divertido, ao mesmo tempo em que era a própria encarnação da maldade. Sua violência, vaidade e egocentrismo se desenvolviam nas aventuras, em planos mirabolantes (nada infalíveis) para tornar-se cada vez mais poderoso e assim infligir maiores tormentos aos seres humanos. Não tinha nenhum sentimento de culpa ou amargura por sua condição de vampiro. Sua presença causava medo nas vítimas e ele não tinha nenhum charme sedutor, muito pelo contrário. Seu aspecto era velho e mofado. Os roteiros geralmente tinham um tom irônico, mas mantinham sua atmosfera de maldade presente. A continuidade bem estruturada era fiel às características principais desse Drácula, mesmo que freqüentemente algumas liberdades fossem tomadas para efeito narrativo. Criava-se assim uma identificação com o leitor, mantendo interesse. 

Ainda que outros desenhistas, como Juarez Odilon e Eugenio Colonnese , tenham dado forma às feições do vampiro nas publicações da Editora Taika, foi o traço do prolífico artista italiano Nico Rosso que mais se adequou à personalidade criada pelos roteiristas. O vampiro de Rosso tinha rosto longilíneo, grossas sobrancelhas arqueadas conferindo-lhe sempre um semblante maldoso, nariz adunco, cabelo em v e presas pontudas sempre proeminentes. Vestia antiquado terno preto e a famosa capa, imortalizada nos filmes pelos atores Bela Lugosi e Christopher Lee.


26 32 33
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD
Scans e Restauração de
Fernando Thomazzi
Scans de Carlos A. Miranda
Restauração de Quadrideko

25/11/2014

Super Heros

Heros foi o primeiro super herói da Editora Edrel, foi uma criação de Paulo I. Fukue em 1967, e teve a colaboração de Nelson C. I. Cunha, ambos deram vida às suas aventuras.
A aparência atlética do personagem foi inspirada no fisioculturista Heros Vilhegas Filho, que também lhe emprestou o nome.
Depois das primeiras edições o nome do personagem foi modificado paraSuper Heros, recebeu poderes de um alienígena, e tinha também um cinturão atômico; parece que nesta época, influenciados pelo desenvolvimento da ciência nuclear, os autores tinham essa maneira para dar poderes aos seus heróis.

01 02 03 05 07
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD

24/11/2014

Clássicos de Terror

Revista de terror publicada pela extinta Editora Taikanas décadas de 60 e 70

05 06 07 08 18
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD

22/11/2014

Spektro

Spektro foi um título ambicioso da editora Vecchi dentro da tradição brasileira de publicar quadrinhos de terror que vinha dos anos 1950. Tornou-se a melhor e maior (196 páginas) publicação brasileira do gênero. Criada por Lotário Vecchi e Otacílio Barros, a publicação estreou nas bancas em janeiro de 1977 com o extenso título de "As histórias sobrenaturais do Dr. Spektro", com ênfase nas duas últimas palavras. 
Como a revista nasceu de uma forma experimental e não havia mais histórias do Dr. Spektro para um segundo número, Ota tirou o "Dr" do título. Foi no número 3 que as histórias americanas começaram a ser substituídas por produções brasileiras, o que provocaria uma revolução no mercado nacional.

01 02 03 04 05
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD
06 07 08 09 10
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD
11 12 13 14 15
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD
16 17 18 19 20
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD
21 22 23 24 25
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD


26 27 28
NOVA SÉRIE # 01
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD
DOWNLOAD

Spektros

Revista publicada em 1985, pela Press Editorial , sob o selo Maciota, que era destinado á  publicações de sexo e de humor picante. Foram lançadas 3 edições recheadas de trabalhos de feras do quadrinho nacional, como Mozart Couto, Gedeone , Watson Portela , Flávio Colin e outros


01 02 03
DOWNLOAD DOWNLOAD DOWNLOAD