27/02/2013

MIrza - A Mulher Vampiro - Press Editorial

Mirza, a Mulher Vampiro é um personagem brasileiro de histórias em quadrinho (ou Banda Desenhada em Portugal) criada por Eugênio Colonnese em 1967. Suas histórias pertencem ao gênero horror, que estava em voga durante a década de 60 no Brasil.
A principal marca das histórias de Mirza é sua sensualidade, ousada em comparação com os padrões de sua época, talvez herança dos fumetti italianos (terra natal do autor).

Mirela Zamanova é a sétima filha de um nobre polonês cuja linhagem foi amaldiçoada. Durante um incidente no qual quase foi estuprada pelo namorado da irmã, a maldição de sua família a transformou em uma vampira. Após a transformação adotou o nome de Mirza e passou a errar pelas grandes metrópoles do mundo, onde constantemente esbarrava com outros seres sobrenaturais, tanto hostis quanto amigáveis. Quando lhe convém se passa por modelo profissional e é sempre auxiliada por seu criado corcunda Brooks.



 DOWNLOAD                                                      DOWNLOAD

26/02/2013

Raio Negro - ICEA

      

Raio Negro é um super-herói brasileiro criado em 1964/1965 por Gedeone Malagola (autor também do Homem Lua), cuja origem é parecida com a do Lanterna Verde da Era de Prata (que por essa época ainda não era muito conhecido no no Brasil).

 O uniforme do herói se assemelha ao do Cíclope dos X-Men (na década de 1960, os X-Men e Raio Negro eram publicados pela mesma editora). Mas, segundo Gedeone, o visor usado pelo Raio Negro nada tem haver com o visor do Ciclope e sim com um óculos de um personagem das tiras Terry e os Piratas de Milton Caniff.

Raio Negro foi criado por Gedeone Malagola a pedido de Jayme Cortez. Inicialmente, Gedeone mostrou o Homem-Lua mas esse personagem foi recusado. Para mostrar o que queria, Cortez apresentou a Gedeone revistas dos heróis da DC Comics: Flash, Lanterna Verde e Adam Strange. Dos três, o Lanterna Verde foi o personagem que mais agradou Gedeone e assim ele elaborou a origem do Raio Negro baseada na desse herói. Uma diferença é que enquanto o americano Hal Jordan (identidade do Lanterna Verde) era um aviador civil, o brasileiro Roberto Salles (o Raio Negro) era um piloto militar (da FAB - Força Aérea Brasileira).

25/02/2013

Targo


Publicado entre o final da década de 1960 e início da década de 70 pela editora Taika, Targo era basicamente uma versão brasileira do personagem Tarzan. Embora seus autores tentassem criar uma identidade nacional para o herói (situando algumas de suas aventuras, por exemplo, em cenários como o Planalto Central), muitas vezes a identificação com seu “inspirador” falava mais alto – como na aventura em que Targo precisa lidar com um elefante enlouquecido em plena floresta amazônica. Em outras aventuras, viajava a “terras selvagens” onde chegava a enfrentar dinossauros (!). As histórias de Targo eram, na maioria das vezes, assinadas por Helena Fonseca e Francisco de Assis. Rodolfo Zalla foi um dos melhores desenhistas de Targo.

24/02/2013

Mylar - O Homem Mistério


Mylar foi um personagem publicado pela pequena editora paulista "Taika", no inicio da década de 60. Com o fenômeno ocorrido no inicio da década de 60 nos EUA, com o surgimento dos Super Heróis Marvel; a atenção dos editores do mundo todo inclusive aqui no brasil, fez com que surgissem muitos Super Heróis, a maioria deles inspirados nos comics americanos.

Mylar foi um desses casos, e trazia os roteiros de Luis Quevedo que usava o pseudônimo de: Luis Meri; e os desenhos fantásticos de um dos maiores ilustradores do Brasil Eugênio Colonnese, com seu desenho perfeito e elegante.